A Prefeitura do Rio está instalando 68 pias comunitárias em diferentes pontos estratégicos da Rocinha. A iniciativa, à pedido da Associação de Moradores da Rocinha, visa incentivar a população a lavar as mãos como medida de prevenção, na tentativa de diminuir a possibilidade de contágio pelo novo coronavírus.

As pias comunitárias contarão com duas cubas, torneiras, sabonetes e serão ligadas à rede pública de abastecimento de água. Um cartaz informativo também está sendo afixado com o passo a passo da higienização correta das mãos.

Modelo de pia instalado no Largo da Vila Verde, próximo a UPA da Rocinha. Foto: Associação de Moradores da Rocinha

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), uma em cada três pessoas no mundo não tem acesso a água potável e sabão. Quase 35 milhões de brasileiros não têm acesso a água tratada, revelou um estudo do Instituto Trata Brasil. Na Rocinha, o abastecimento irregular de água e áreas com esgoto a céu aberto tornam o combate ao vírus ainda mais difícil.

De acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), até o momento, lavar as mãos é uma das ações mais eficazes de prevenção e propagação do novo coronavírus.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Homem de 43 anos morre com coronavírus após dar entrada na UPA da Rocinha

Um homem de 43 anos morreu com coronavírus na última quinta-feira (16),…

Rocinha lidera nº de casos de coronavírus em favelas no Rio; já são 34 infectados

34 moradores da Rocinha estão infectados com o novo coronavírus, o covid-19,…

Desempregado, padeiro produz pães e doa para moradores na Rocinha

Em média, cada saco montado pela família de Isael Jacinto tem 5 pães

Homem morre de coronavírus 17 dias após perder pai para a doença na Rocinha

Alexandre Moreira ficou internado por 2 semanas no Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer