O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou em um vídeo que a Rocinha será um dos locais que receberá a instalação emergencial de um tomógrafo de última geração.

O equipamento permite diagnosticar com precisão se a pessoa está infectada com o novo coronavírus, permitindo, assim, que seja orientada a seguir os protocolos mais rígidos de isolamento social ou, conforme o caso, ser encaminhada para tratamento imediato.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio confirmou ao Fala Roça que o tomógrafo de alta capacidade para fazer testes de covid-19 será instalado na UPA da Rocinha, na Curva do “S”, após estudo de viabilidade estrutural realizado pela RioUrbe. A unidade médica está recebendo muitos moradores com suspeitas da doença desde o começo da pandemia. “A Prefeitura vai manter o equipamento na unidade mesmo após a pandemia do coronavírus”, informou a secretaria por meio de nota.

Para a instalação do tomógrafo, será necessário fazer o revestimento das paredes com mantas de aço, instalações elétricas e de portas blindadas, sistemas de refrigeração e de iluminação, e tratamento do piso para sustentar os aparelhos.

No último boletim divulgado pelo Painel Rio Covid-19, no dia 27/04, são 54 casos confirmados na Rocinha. 30 moradores foram recuperados e 6 morreram em decorrência da doença. Esses números podem ser maiores devido a subnotificação, conforme revelou o Fala Roça.

Além da Rocinha, outras unidades de saúde do município já estão recebendo um tomógrafo cada. De acordo com a Prefeitura do Rio, as obras foram iniciadas em 20/04 e a previsão é de que estejam concluídas até o próximo fim de semana.

“São tomógrafos top de linha, de 128 canais, que vão ajudar muito os médicos a fazer diagnóstico precoce da Covid-19. O tomógrafo é o melhor exame para detectar pneumonia provocada pelo novo coronavírus. E, quanto mais precoce for essa detecção, mais chances a gente tem de vencer a doença”, afirmou Crivella, neste domingo 26/04, após vistoriar cada obra.

Os aparelhos têm 128 canais, o que significa que são de alta resolução, com imagens de grande definição e nitidez. Essa tecnologia de ponta é essencial para o trabalho dos médicos no diagnóstico de problemas pulmonares em decorrência da Covid-19. Cada equipamento custou US$ 950 mil e vai realizar, em média, 1.200 exames por mês.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Homem de 43 anos morre com coronavírus após dar entrada na UPA da Rocinha

Um homem de 43 anos morreu com coronavírus na última quinta-feira (16),…

Rocinha lidera nº de casos de coronavírus em favelas no Rio; já são 34 infectados

34 moradores da Rocinha estão infectados com o novo coronavírus, o covid-19,…

Homem morre de coronavírus 17 dias após perder pai para a doença na Rocinha

Alexandre Moreira ficou internado por 2 semanas no Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer

Desempregado, padeiro produz pães e doa para moradores na Rocinha

Em média, cada saco montado pela família de Isael Jacinto tem 5 pães