A moradora da Rocinha e atriz Fabiana Escobar, cuja biografia inspirou a trama principal da novela “A Força do Querer”, exibida pela Globo em 2017, acionou o Tribunal de Justiça do Rio para suspender a reprise da novela das 21h. A Bibi Perigosa, como é conhecida, alega dano moral por não ter recebido o dinheiro referente à venda da novela para outros países, como estava previsto em contrato com a Globo.

No novo pedido à 43ª Vara Cívil do Rio de Janeiro, os advogados de Fabiana Escobar alegam “descumprimento contratual denunciado nos autos deste processo, bem como por entender que a sua efetiva reprise afeta sensivelmente os interesse comerciais e autorais já vilipendiados pela emissora ré em relação a demandante”. Os advogados querem que a emissora apresente uma proposta para colocar um ponto final na briga judicial. 

“A força do querer” quebrou vários recordes desde o sucesso de “Avenida Brasil”. Foto: Mauricio Fidalgo

A reprise da novela foi confirmada na sexta-feira (17) pela emissora. A trama discute a identidade de gênero, o tráfico de drogas, vício em jogo e os limites éticos e morais que permeiam as escolhas. Os protagonistas da novela são os atores Rodrigo Lombardi (Caio) e Juliana Paes (Bibi).

Em 2018, Fabiana Escobar entrou com um processo contra a TV Globo, pedindo R$ 500 mil e até hoje não chegaram em um acordo. Se recebesse esse ano, o valor seria ajustado por causa de danos materiais, lucros cessantes, resolução contratual e compensação de direitos autorais.

“Eu passei 2017 à míngua, na hora que eu deveria estar bem amparada. Eu quero cada moeda, cada centavo que for do meu direito. Não adianta me dar parte, dar pedacinho, ficar pagando aos poucos. Eu quero que tudo que é de meu direito”, desabafa Bibi Perigosa.

Sucesso de audiência, a escolha de “A força do querer” para ocupar a faixa das nove não se deve apenas ao que a novela de Gloria Perez fez entre o público e a crítica. Segundo a jornalista Carla Bittencourt, do jornal Extra, um dos motivos mais importantes no critério de escolha é que autora e os atores principais ainda serem contratados da emissora, o que facilita o trabalho da área de comercial e merchandising da dramaturgia junto aos anunciantes. 

Atualmente, Fabiana Escobar trabalha com produção cinematográfica na agência Rocywood. Ela está trabalhando na direção de um filme de terror chamado “Vale dos Espíritos”. Ela revelou que está escrevendo aos poucos o livro “Perigosa 2”, onde reúne relatos da vida após a exibição da novela na TV Globo.

“Eu acho que não vou publicar, vou botar no blog. No máximo um e-book. Não quero nem vender, vou deixar aberto. Estou de saco cheio com editora enrolando, Rede Globo enrolando, todo mundo enrolando e eu que sou a bandida”, finaliza Bibi Perigosa.

Procurada, a assessoria da TV Globo não respondeu até a publicação da reportagem. O espaço segue aberto para atualização.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Mestre Manel da Capoeira: 40 anos de Rocinha e muita história pra contar

Migrante aos 19 anos, ele chegou ao Rio sozinho, sem dinheiro, pouco estudo e com muitos sonhos

Acadêmicos da Rocinha é rebaixada para 3° divisão do carnaval carioca

A GRES Acadêmicos da Rocinha foi rebaixada para a série B, conhecida…

‘Via Sacra da Rocinha: arte e resistência na favela’, o espetáculo virou filme

O documentário nesta quinta-feira (18/07), às 19h, na Biblioteca Parque da Rocinha

Clipe de MC Jean, cria da Rocinha, atinge 1,5 milhão de views no Youtube

Foi rápido! A canção “Logo Logo Vai Chegar o Dia” de MC…