O Bradesco negou que fechará agência instalada na Rocinha há 13 anos. Apesar de fechar milhares de agências no país em 2020, o banco disse que transformou a agência da Rocinha em uma Unidade de Negócios. O novo modelo de atendimento não trabalhará com dinheiro em espécie, não terá mais caixa, entretanto, todos os outros serviços como a gerência e abertura de contas foram mantidos.

Os clientes poderão continuar utilizando os equipamentos de autoatendimento, além dos canais digitais do banco. Já os vigilantes foram dispensados na reformulação da agência. O Bradesco afirma que o novo modelo de atendimento tem custo de 30% a 40% inferior ao de uma agência convencional por não ter caixa, o que reduz custos com segurança.

Clientes não sabem para onde as contas serão transferidas. Foto: Nadia Sussman/Bloomberg/Getty Images

A instituição financeira afirma ainda que nenhuma conta bancária foi transferida. Os atendimentos continuam sendo feitos respeitando os protocolos de segurança devido a pandemia de covid-19. O Bradesco também manterá em funcionamento um terminal de autoatendimento na Estrada da Gávea, n° 558, próximo a entrada da Via Ápia.

De acordo com Octavio de Lazari Junior, presidente do Bradesco, cerca de 1,1 mil agências serão fechadas até o fim de 2020. “Boa parte delas será convertida em unidades de negócios, agências satélites, e mais de 400 encerrarão operações”, disse o executivo em entrevista a um site de negócios.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

8 moradores da Rocinha acertam a quina da Mega-Sena e dividirão R$ 4,6 mi

A sorte bateu na porta de 8 moradores da Rocinha no último…

Morador da Rocinha vende doces há 15 anos pelos becos da comunidade

Perseverante, sonhador e batalhador. É assim que se pode definir Nilton Oliveira,…

Quedas de energia danificam eletrodomésticos de moradores na Rocinha

Morador Jeferson Vieira, 35, diz que perdeu eletrodomésticos e teve prejuízos de R$ 4 mil