A Resília, escola de tecnologia voltada para o mercado de trabalho, está com inscrições abertas para seu curso de programação. As aulas começarão em outubro e a formação dura apenas seis meses. E a boa notícia ainda está por vir: o aluno só começa a pagar o curso depois que estiver empregado e, durante os estudos, ainda pode ter a passagem custeada pela empresa. A oportunidade é voltada para jovens de 18 a 24 anos com o ensino médio completo. A startup trabalha com uma metodologia diferenciada e moderna, que já formou mais de 400 programadores para o mercado de trabalho.

Os interessados não precisam de nenhum conhecimento prévio em programação. “Em 6 meses os alunos estarão prontos para atuar nas milhares de vagas abertas para desenvolvedores, só precisa ter muita garra para aprender”, explica Bruno Cani, fundador da Resília, que oferece ainda aquele empurrãozinho para conseguir o tão sonhado emprego na área. A média de salário desta categoria está em torno de R$ 4 mil.

As inscrições podem ser feitas pelo site até o dia 28 de setembro. As vagas são limitadas e a preferência é por alunos de baixa renda.

Mercado em franca expansão

Se capacitar é fundamental para se integrar nesse mercado. No Brasil, 28% da população afirma não ter tempo para estudar e 54% considera os preços inacessíveis, segundo um estudo realizado pelo Boston Consulting Group (BCG).

Estima-se que cerca de 420 mil novas vagas serão abertas no setor de tecnologia nos próximos cinco anos, segundo a BRASSCOM (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação). Cerca de 35% das profissões que conhecemos hoje devem mudar radicalmente por causa da tecnologia. Por outro lado, seis em cada dez pessoas ainda não possuem habilidades para esses novos empregos.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Escola de Música da Rocinha abre vagas gratuitas para alunos com deficiência

A Escola de Música da Rocinha está com matrículas abertas para crianças…

Escola de tecnologia só cobra do estudante depois de empregado

Enquanto a crise provocada pela pandemia de covid-19 cria desafios para os…

Inscrições abertas para microbolsas de reportagem sobre covid-19 na Rocinha

Os materiais produzidos serão publicados no site do Fala Roça