Enquanto a crise provocada pela pandemia de covid-19 cria desafios para os brasileiros que tentam recolocação no mercado de trabalho ou iniciam uma nova profissão, as empresas buscam novos formatos de pagamento e financiamento para os cursos.

Na escola de tecnologia Resilia, que ensina programação em 6 meses para pessoas sem nenhum conhecimento do assunto, o aluno pode pagar o curso depois de formado. Nesse modelo, a renda dos alunos formados aumentou 3 vezes em média, considerando desempregados antes do curso, pessoas em transição de carreira, jovens e outros perfis, segundo a Resilia.

Na formação em Data Analytics oferecida pela Resilia, por exemplo, o aluno pode virar um analista de dados júnior, com média de salário inicial em R$3.500,00.

Uma das formas de pagamentos mais buscadas na Resilia é na condição ISA (Income Share Agreement). Nessa opção, você só começa a pagar depois de terminar o curso e se tiver uma renda acima de R$1.490,00. Nesta opção, são parcelas de 20% do seu salário até atingir o valor total de R$16.000,00 ou até completar 5 anos após a formatura. “Se você não receber o que consideramos como renda mínima, o seu sucesso não foi atingido e você não deve nada.”, explica a escola.

No entanto, se o aluno quiser pagar o curso de profissionalização durante os estudos, existem duas formas de pagamento diferentes: parcelar o valor total em até 24x de R$ 539,00 sem juros ou pagar à vista, com desconto de R$ 3.000, cujo valor final será R$ 11.000,00.

De acordo com Cinthia Martins, “Tudo é feito para que no final os alunos consigam um emprego de sucesso. Nós consideramos um emprego que ele receba no mínimo mais do que esse valor de R$ 1.400,00. Se estiver recebendo menos ou desempregado, é a gente que não cumpriu com nosso papel de oferecer uma educação que vai fazer ele se empregar. Todos os alunos que pagam a vista, parcelado ou após o curso tem acesso às mesmas mentoria, empresas, oportunidades.”, explica Cinthia Martins.

A Resilia está com inscrições abertas para a sua próxima turma. Os seis meses de formação são divididos em 4 dias de aulas por semana, sendo 3h por dia. As inscrições podem ser feitas clicando neste link. Dúvidas podem ser encaminhadas pelo WhatsApp, no número (21) 97293-7230.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR