Na Rocinha, os moradores mais antigos frequentavam um lugar no alto do Laboriaux conhecido como Sítio dos Macacos ou Sítio do Manelito. Próximo do local, há uma represa escondida dentro da floresta da Tijuca e frequentada por muitos moradores que, por curiosidade, se aventuram por dentro da floresta.

Segundo o presidente da ONG Rocinha.ORG, Ocimar Santos, o Sítio dos Macacos era bastante frequentado por jovens na década de 80. “Nos anos 80 íamos por dentro do mato através de trilhas pegar cambucá, jambo, jaboticaba, jaca entre outras frutas. Tinha uma represa onde tomávamos banho, criação de animais, uma casa de estuque. Quem tomava conta do espaço era um preto velho chamado Manelito, que fumava cachimbo e corria atrás de quem invadia o sítio”, lembra ele.

Moradores costumam ir em grupos para curtir a represa. Foto: Wikiloc/Usuário gleis)

O acesso mais fácil ao sítio e a represa é pelo Laboriaux, localidade mais alta da Rocinha. Mototáxi e kombi são os principais meios de locomoção para chegar no final do Laboriaux. A trilha começa por uma travessa atrás da Escola Municipal Abelardo Chacrinha Barbosa. O percurso até a represa dura cerca de 20 minutos de caminhada, considerada bem leve e boa parte dos moradores conhecem.

A represa tem aproximadamente 3 metros de profundidade e os aventureiros que buscam adrenalina saltam de uma pedra cuja altura é igual a profundidade da represa. A trilha pela floresta ainda desconhecida por muitas pessoas é uma boa opção de lazer para quem deseja conhecer o local.

Assine nossa newsletter

Receba uma curadoria das nossas reportagens.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Biblioteca Parque da Rocinha promove atividades culturais gratuitas

Evento terá exibição de filmes infantis, palestras e mais

Carnaval 2019: veja dicas de como aproveitar os blocos no Rio de Janeiro

Falta pouco menos de um mês para começar o Carnaval, mas muita…