A Biblioteca Parque da Rocinha está comemorando o mês das mães e aproveitando a época para também relembrar a Abolição da Escravatura, que é celebrada no dia 13/05, com diversas atividades de temática afro. O evento contará com exibição de filmes infantis, palestras, rodas de conversa, exposição, sarau e um grande baile charme que encerrará o evento no dia 25.

A cultura e a ancestralidade africana contam com o apoio de movimentos e artistas afro-brasileiros que moram na Rocinha. Segundo o coordenador administrativo da biblioteca, Amaury Cardoso, é a primeira vez que há uma diversidade tão grande de ritmos no espaço. “Teremos vestimentas, performances, além de um grupo de congoleses da cultura La Sape. É um evento para toda a família”, diz Cardoso.

Os “sapeurs” são homens que desfilam nas principais avenidas da República Democrática do Congo Brazzaville e Kinshasa com fatos ocidentais elegantes, acrescentados de um charuto ou do tradicional cachimbo na boca. (Foto: Reprodução/MozLife BETA)
Os “sapeurs” são homens que desfilam nas principais avenidas da República Democrática do Congo Brazzaville e Kinshasa com fatos ocidentais elegantes, acrescentados de um charuto ou do tradicional cachimbo na boca. (Foto: Reprodução/MozLife BETA)

Na programação também estão previstas apresentações de samba, hip-hop, jongo, makulêlê, maracatu, slam (“batalhas” de poesia), desfile de moda afro, performance do movimento congolês da SAPE (Sociedade dos Ambianceurs e Pessoas Elegantes), capoeira e dramatização da lenda mandinga de Soundjata Keïta, além de oficina de turbantes e tranças.

Para o Superintendente de Leitura e Conhecimento da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa (SECEC), Pedro Gerolimich, “é fundamental que os movimentos culturais ocupem o espaço da biblioteca e contribuam para a disseminação do conhecimento histórico”.

Programação:

Dia 23/05 – Apresentação do filme “Aya de Yopougon”
Horário: 14h

Dia 24/05 – Roda de conversa com o cineasta e diretor teatral Reinaldo Santana
Horário: 18h

Dia 25/05 – Confraternização em celebração ao Dia Internacional da África, com roda de capoeira, makulelê, maracatu, roda de samba, roda de jongo, desfile de moda afro e apresentação da cultura angolana la Sapeur e encerramento com um grande baile charme, com a presença confirmada do DJ Marcão e convidados.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Moradora da Rocinha concorre a troféu por atuação em ‘Malhação’

Premiação faz parte do Troféu Domingão 2019

Carnaval 2019: veja dicas de como aproveitar os blocos no Rio de Janeiro

Falta pouco menos de um mês para começar o Carnaval, mas muita…

Moradores se emocionam com a Via Sacra da Rocinha, apesar de clima de tensão

Realizar uma ação cultural na Rocinha está sendo desafiador nos últimos meses.