A Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou as 38 escolas municipais que retornarão com as aulas presenciais na cidade. Porém, nenhuma delas está situada na Rocinha ou em bairros vizinhos, como São Conrado e Gávea.

A Rocinha figura na lista de bairros com alto risco de contágio de covid-19, de acordo com o Boletim epidemiológico, divulgado semanalmente no Centro de Operações da cidade.

No protocolo sanitário e de vigilância em saúde para Rede Pública Municipal de Ensino diz que “a capacidade máxima de cada Unidade Escolar estará condicionada ao Nível de Risco de cada Região Administrativa do município em determinado momento.”.

Como a Rocinha está no risco alto de contágio, o protocolo prevê que as escolas nessa faixa poderão receber até 30% de sua capacidade máxima, respeitando todos os itens do protocolo.

Retorno programado

Apesar disso, o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, disse que as escolas municipais de todas as regiões da cidade serão reabertas no próximo dia 24/2. Nesta primeira fase, voltam parcialmente alunos da Pré-escola, 1.º e 2.º ano do Ensino Fundamental. A cada semana, a lista de escolas aptas ao retorno presencial será atualizada no site da SME.

“As escolas precisam ser as últimas a serem prejudicadas e as primeiras a serem beneficiadas nesse momento tão adverso. A escola tem um papel insubstituível no que diz respeito à correção de defasagem de aprendizagem, segurança alimentar e acolhimento socioemocional”, disse Renan Ferreirinha.

Secretário Municipal de Educação, Renan Ferreirinha, apresenta plano de retorno das aulas presenciais. Foto: Ricardo Cassiano

A E.M Luiz Paulo Horta informou que não vão retornar às aulas presenciais no dia 24/2. A direção destacou que a unidade não recebeu o cartão alimentação, nem o kit de material escolar. As aulas permanecem nos grupos de WhatsApp.

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Edir Caseiro Ribeiro; a E.M André Urani; a E.M Abelardo Chacrinha Barbosa; E.M Francisco de Paula Brito e o CIEP Dr. Bento Rubião não se pronunciaram sobre o retorno presencial no dia 24/2.

O ensino remoto começou no último dia 8/2, por meio da TV Escola, para toda a rede, e a retomada presencial envolve turmas de 38 escolas, que têm 7.730 estudantes (a partir dos 4 anos de idade). O retorno presencial é facultativo.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Deputado sugere ao governo a construção de colégio da Polícia Militar na Rocinha

Três colégios militares da PMERJ foram construídos no Rio em 12 anos

Jovem da Rocinha chega 2 minutos atrasado e é impedido de participar de seleção na UFRJ

O desabafo feito pela irmã dele, Bruna Dias, viralizou em uma rede social

Aos 58 anos, a moradora Maria Rizonete passa em faculdade pública e vira universitária

Maria Rizonete da Silva, de 58 anos, sempre chamava atenção quando saía…

Horta na Favela: projeto criado na Rocinha visa reduzir impacto ambiental

Reduzir o impacto ambiental e desenvolvimento social por meio da horticultura. É…