O Rio entrou em estágio de alerta nos primeiros minutos deste domingo (01/3). A cidade já estava em “atenção” desde as 22h02 de sábado (29), mas o aumento do volume de chuva levou o Centro de Operações da Prefeitura a elevar o grau: passou do terceiro para o quarto em uma escala de cinco níveis.

Vila Verde é uma das localidades que sempre sofre quando chove forte. Foto: Amanda Pinheiro

As sirenes na Rocinha foram acionadas no fim da noite de sábado (29/2) e tocaram com mais frequência ao longo do domingo (01/03). Nesta segunda-feira (02/03), ainda era possível ouvir sirenes tocando por volta de 12h.

Não há registro de deslizamentos e nem vítimas no morro. As localidades são monitoradas 24 horas pelo sistema de alertas sonoros da cidade, que é acionado quando o índice pluviométrico atinge protocolos de desocupação preventiva.

No entanto, moradores da localidade Vila Verde estão preocupados com possíveis novos deslizamentos que poderão ocorrer se nada for feito em uma área de encosta que ameaça deslizar novamente. O morador Tio Li filmou o local e fez um alerta para os moradores se protegerem.

Risco de deslizamento de terra ameaça moradores da parte alta da Vila Verde, na #Rocinha. O alerta foi feito pelo morador Tio Li, da Cachopa, que foi até o local e gravou esse vídeo para alertar os moradores e autoridades sobre novos riscos no local. #chuvarj

Posted by Jornal Fala Roça on Sunday, March 1, 2020

A moradora Leila Marques também demonstrou preocupação com um familiar que mora na região. “Eu também tenho familiares que moram aí na Vila Verde. Meu irmão não tá nem dormindo em casa porque caiu uma árvore do lado da casa dele”, disse ela.

A defensora pública, Maria Júlia Miranda, alertou durante uma audiência pública da CPI das Enchentes, no dia 13 de setembro de 2019, sobre a necessidade de obras emergenciais na Rocinha para evitar novas mortes em 2020.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Infectologista diz que moradores da Rocinha correm risco com coronavírus

Uma das portas de entradas do coronavírus na Rocinha pode ser o turismo

Eraldo Silva: “Crise na saúde pública do Rio atinge patamares alarmantes”

Se a Prefeitura do Rio de Janeiro não recuar na sua decisão…

Lixo espalhado pelas ruas da Rocinha pode gerar doenças em moradores

Cerca de 36 mil toneladas. Essa foi a quantidade de lixo retirada…