Entre os anos de 2017 e 2018 a Rocinha foi destaque nos noticiários e manchetes que pautavam a disputa territorial pelo controle do tráfico. Foi nesse cenário que a Via Sacra da Rocinha realizou sua 26º edição, com a proposta de denunciar as diversas formas de violência vivenciadas na cidade, principalmente pelos favelados e periféricos.

O documentário “Via Sacra da Rocinha: arte e resistência na favela” apresenta a história desse espetáculo teatral de rua, que contextualiza a Paixão de Cristo com temas relevantes e sempre atuais, bem como seu processo de criação que resultou na expressiva encenação de 2018, reafirmando a arte como contraponto à violência.

Edição de 2018 (Foto: Kita Pedroza)

A Via Sacra da Rocinha é uma tradição antiga da favela, produzida pela Companhia de teatro Roça Caça Cultura desde 1992 e é Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro. No ano de 2018, quando esse documentário foi gravado, a ideia do espetáculo era homenagear a própria história da Rocinha, uma favela com fortes raízes nordestinas. Em poucos dias, o tema mudou. A rotina das pessoas vinha sendo duramente afetada, não tinha como não falar sobre isso, contou na época o diretor da peça, Robson Melo.

“Infelizmente a gente teve que mudar nosso assunto por conta desses eventos de violência que vieram acontecendo e a procuramos mostrar que essa violência é horrível sim, é uma violência explícita, mas tem outras violências que também matam, como a falta de saúde, saneamento básico, educação”.

A edição de 2018 da Via Sacra aconteceu sem patrocínio, sob o clima tenso de violência. Mesmo assim, cerca de 3 mil moradores se reuniram para acompanhar o espetáculo no Largo do Boiadeiro, e aquele ano foi uma das edições mais emocionantes do espetáculo.

Todos estão convidados à prestigiar a exibição do filme “Via Sacra da Rocinha: arte e resistência na favela”, que acontecerá nesta quinta-feira, dia 18, na Biblioteca C4, à partir das 19h. O evento é totalmente gratuito. O C4 fica na Estrada da Gávea, 424, Rocinha, em frente ao antigo Bob’s.

Confira o teaser do filme:

Ficha Técnica:

Produção executiva: Gustavo Westmann
Direção: Cleber Araujo
Montagem: Fabiana Melo Sousa
Roteiro: Fabiana Melo Sousa e Cleber Araujo
Finalização: Glauber Onofre
Direção fotográfica: Robson Melo
Câmera: Leandro Lima
Pós-produção de áudio: Pedro Coelho
Fotografia: Flávio Carvalho
Música: Guilherme Rimas
Realização: Gustavo Westmann e TV Tagarela

Total
61
Shares

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Mestre Manel da Capoeira: 40 anos de Rocinha e muita história pra contar

Migrante aos 19 anos, ele chegou ao Rio sozinho, sem dinheiro, pouco estudo e com muitos sonhos