A Rocinha receberá a Nave do Conhecimento a partir de 2025, um projeto que promete ampliar o acesso à tecnologia e ao letramento digital na favela. Com um investimento superior a 30 milhões de reais, a obra trará equipamentos de última geração, materiais de vidro e espaços modernos destinados a diversos cursos e workshops. A iniciativa, liderada pela Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio (SMCT), visa impulsionar o desenvolvimento tecnológico na Rocinha.

Em entrevista ao Fala Roça, a secretária de Ciência e Tecnologia, Tatiana Roque, ressaltou a importância estratégica da Nave na Rocinha, destacando a conexão da região com universidades e centros culturais, como a PUC e o Planetário. 

“Tem essa especificidade da Rocinha estar em uma região que tem muita relação com universidades, como, por exemplo, a PUC-Rio e com outros centros de cultura, como o Planetário. A Rocinha é integrada à cidade. É uma região que tem muita efervescência cultural, científica, tecnológica e a gente [Prefeitura] pode transformar a Rocinha num polo de tecnologia.”

Projeto da Nave do Conhecimento da Rocinha que está prevista para ser inaugurada em 2025. Foto: Prefeitura do Rio/Secretaria de Ciência e Tecnologia

A licitação para a execução da obra ainda não foi realizada pela RioUrbe, setor da Prefeitura responsável pelo projeto arquitetônico. Apesar disso, a RioUrbe já aprovou o projeto, e a previsão é de que as obras tenham início até o final de março. O prazo estimado para a conclusão da Nave do Conhecimento é de um ano, e ela será instalada na quadra da Roupa Suja, próximo ao Túnel Zuzu Angel.

A área destinada à construção da Nave ocupará um espaço significativo da Roupa Suja, abrangendo desde a quadra até os quiosques comerciais. A localização estratégica, visível para quem trafega pelo Túnel Zuzu Angel em direção a São Conrado e Barra, destaca a importância do projeto para a região.

Sobre a Nave 

A Nave do Conhecimento é uma política pública iniciada em 2012, durante a gestão de Eduardo Paes, para criar espaços inovadores impulsionados por tecnologia. A proposta visa democratizar o acesso à tecnologia e ao letramento digital. Embora tenha sido anunciada em 2017 pelo ex-prefeito Marcelo Crivella, somente agora o projeto ganha vida na Rocinha.

Com a inclusão da Nave na Rocinha, o Rio de Janeiro contará com um total de dez unidades desse projeto inovador. As demais estão distribuídas pelas zonas Norte e Oeste da cidade, em bairros como Engenho de Dentro, Irajá, Madureira, Nova Brasília, Padre Miguel, Penha, Santa Cruz, Triagem e Vila Aliança.

Tatiana Roque destaca ainda a relevância das Naves em áreas com vulnerabilidades sociais, expressando o desejo de que esses espaços se tornem instrumentos de pertencimento e dignidade para as favelas e periferias. 

“Como as Naves ficam em lugares com vulnerabilidades sociais, a gente [SMCT] quer que [as Naves] sejam instrumentos de pertencimento, de dignidade, para as pessoas que moram nesses locais. A Rocinha é uma favela com muita vocação tecnológica, então essa vocação [do povo da Rocinha] para tecnologia faça com que a gente consiga ter outros projetos ali vinculados à Nave.” 

Além disso, Roque ressalta a importância da integração entre a cidade e as universidades do Rio de Janeiro, como UFRJ, UERJ, UNIRIO, entre outras. “Vamos chamar todas as universidades porque o papel da minha secretaria é criar a integração da cidade com as universidades na cidade.”.

Assine nossa newsletter

Receba uma curadoria das nossas reportagens.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Canaleta danificada no Morro Dois Irmãos ameaça moradores da Rocinha

Uma canaleta de escoamento danificada apresenta riscos para quem mora nas localidades…

Prédio de 4 andares é interditado por risco de desabamento na Rocinha

A Secretaria de Conservação iniciou a demolição de um prédio residencial de…

Quedas de rochas do Morro Dois Irmãos ameaça Rocinha, diz Defesa Civil

Os primeiros sinais de alerta foram registrados em agosto de 2021, quando as rochas atingiram a canaleta da Rocinha.

Tudo novo: reforma do Camelódromo da Rocinha custará mais de R$ 1 milhão

A Prefeitura do Rio deu início às obras de recuperação do Mercado…