A Prefeitura do Rio mudou de ideia e instalará um tomógrafo no estacionamento da igreja Universal do Reino de Deus, ao lado do metrô, no acesso à Rocinha. Inicialmente, o equipamento seria instalado no estacionamento da UPA da Rocinha, na Curva do “S”, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. 

A movimentação de operários da Prefeitura do Rio no templo religioso atraiu a atenção de moradores na manhã desta quinta-feira (30). Segundo um funcionário da obra que prefere não se identificar, a obra de instalação do tomógrafo ficará pronta até o início da próxima semana. Nenhum dos operários utilizavam máscaras de proteção conforme determina o decreto municipal. No local já se vê materiais como areia, pedra e divisão do espaço onde será instalado o aparelho.

Operários foram vistos trabalhando na instalação emergencial do tomógrafo no terreno da igreja. Foto: Michel Silva/Fala Roça

Dias antes, a Prefeitura do Rio havia firmado o compromisso com o presidente da Associação de Moradores da Rocinha, Wallace Pereira, e alinhado com a Secretaria Municipal de Saúde a escolha da UPA como local de instalação.

Em nota, a Prefeitura do Rio disse que o objetivo da instalação provisória é atender a região neste período de pandemia. “Depois (da pandemia) os tomógrafos serão direcionados à unidades de saúde do município em caráter permanente. O critério de escolha dos locais para montagem dos tomógrafos levou em consideração a infraestrutura para instalação rápida dos equipamentos”, comunicou.

Tomógrafo não faz teste para Covid-19

Para a instalação do tomógrafo, será necessário fazer o revestimento das paredes com mantas de aço, instalações elétricas e de portas blindadas, sistemas de refrigeração e de iluminação, e tratamento do piso para sustentar os aparelhos. O equipamento custou US$ 950 mil e pode realizar, em média, 1.200 exames por mês.

Apesar de o prefeito Marcelo Crivella afirmar que o equipamento permite diagnosticar com precisão se a pessoa está infectada com o novo coronavírus, médicos da Clínica da Família consultados pelo Fala Roça contestam essa afirmação e explicam que o diagnóstico da Covid-19 é feito por exames de laboratório. A tomografia não contribui para isso.

O deslocamento entre a UPA, a igreja Universal e um polo de atendimento que está sendo projetado na Quadra da Rua 1 para atender moradores com Covid-19 também poderá retardar o tratamento dos pacientes. “Se o tomógrafo fosse instalado na UPA, eu não precisaria ter que descer o morro inteiro para fazer um exame”, analisou um morador que passava próximo a igreja.

Assine nossa newsletter

Receba por e-mail informações sobre a maior favela do Brasil.

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR

Sem cobrar, motorista de app leva idosos para vacinar contra covid-19 na Rocinha

O início da vacinação de idosos contra a Covid-19 no Rio vem…

Homem de 43 anos morre com coronavírus após dar entrada na UPA da Rocinha

Um homem de 43 anos morreu com coronavírus na última quinta-feira (16),…

Rocinha lidera nº de casos de coronavírus em favelas no Rio; já são 34 infectados

34 moradores da Rocinha estão infectados com o novo coronavírus, o covid-19,…

Desempregado, padeiro produz pães e doa para moradores na Rocinha

Em média, cada saco montado pela família de Isael Jacinto tem 5 pães